Consultoria | AUDITORIA INTERNA ISO Brasil

Consultoria | AUDITORIA INTERNA ISO Brasil

Consultoria Brasil, AUDITORIA INTERNA ISO Brasil, auditoria iso 9001 como funciona, auditor interno iatf 16949, auditoria interna iatf 16949, auditoria interna iso 14001, auditoria interna iso 13485, auditoria interna 17025, atualização da norma iso 9001, auditoria interna iso para auditor, Auditoria de qualidade,

AUDITORIA INTERNA ISO

Auditoria Interna ISO

Equipe da CONCULTORIA ISO EIRELI


Os auditores da CONSULTORIA ISO EIRELI possuem sólida formação acadêmica e ampla experiência profissional em auditoria interna ISO, consultoria e treinamento ISO, conquistada nacional e internacionalmente.


Nossa equipe multifuncional é formada por AUDITORES provenientes de áreas como: Engenharia automobilística, metalúrgica, mecânica, eletrônica, saúde, química, produção, estatísticos, entre outras.


A competência desses AUDITORES é um dos elementos de fundamental importância para o sucesso das auditorias Interna ISO desenvolvidas pela empresa.
Além disso, possuímos em nosso quadro auditores Lead Assessors (AUDITOR LÍDER)e funcionários de organismo de certificação de grande prestigio nacional e internacional.

Descrição

auditoria Interna desempenha um papel fundamental para a manutenção e melhoria contínua dos sistemas de Análise dos Sistemas de Gestão. Isto ocorre porque, através da AUDITORIA INTERNA ISO, obtêm-se as informações necessárias para avaliar o desempenho, adequação dos elementos e procedimentos internos.

Os resultados da auditoria Interna ISO permite a análise gerencial e a definição de ações corretivas e de melhorias para os sistemas de gestão. Para a adequada avaliação dos procedimentos internos, é de alta importância que a auditoria interna ISO seja feita de forma sistemática, completa e por pessoal bem preparado, para que possam efetivamente constatar a adequação ou não dos procedimentos internos em relação às normas.

Metodologia

· O trabalho será desenvolvido por auditores da CONSULTORIA ISO EIRELI . Caso a organização queira, esta poderá disponibilizar auditores internos ISO para acompanhar a auditoria ISO como forma de treinamento dos mesmos;
· A CONSULTORIA ISO EIRELI utiliza checklists desenvolvidos internamente, baseados na norma. Caso a empresa possua um checklist próprio, este poderá ser utilizado.
· Caso a empresa-cliente queira uma agenda da auditoria interna, a CONSULTORIA ISO EIRELI enviará uma antes da realização da auditoria interna ISO. Esta deverá cobrir todos os elementos, ou os elementos selecionados previamente;
· O auditor estará levantando as não conformidades existentes;
· A CONSULTORIA ISO EIRELI encaminhará o Relatório Final da Auditoria interna ISO, bem como as oportunidades de melhoria;
· Vale acrescentar que a auditoria Interna ISO utiliza amostragem para análise dos elementos e dos processos.

Diferenciais da Auditoria Interna da CONSULTORIA ISO EIRELI

auditoria Interna realizada pela CONSULTORIA ISO EIRELI irá agregar maior valor para sua empresa na avaliação e no levantamento de oportunidades de melhoria. As avaliações são independentes e conduzidas por auditores qualificados e atualizados permanentemente nos requisitos das normas em Sistemas de Gestão. A CONSULTORIA ISO EIRELI atua  em auditoria interna ISO 9001, auditoria interna IATF 16949, auditoria interna VDA, auditoria interna ISO 14001, auditoria interna ISO 45001, auditoria interna ISO 13485  , auditoria interna RDC 16, auditoria interna CNENN 1.16, FSC, CERFLOR, GHG PROTOCOL, ISO 14064, ISO 15100 e PBQP-H.

CONSULTORIA ISO EIRELI faz todo o trabalho de auditoria Interna como planejamento, execução, elaboração de relatório de auditoria Interna, relatórios de não conformidade e verificação da eficácia das ações corretivas, liberando sua equipe para suas atividades normais.

A importância da auditoria interna na busca pela excelência

Objetivo das auditorias internas

Geralmente, nós temos o costume de atribuir objetivos errados às coisas, com as auditorias não é nada diferente. Tem gente que acha que elas servem para atrapalhar a vida das pessoas, para atrapalhar o dia de trabalho e até mesmo para pegar no pé dos colaboradores.

Entretanto, a norma deixa bem claro o papel das auditorias internas (e das externas também): auditoriaserve para prover informação. Ela não vai tornar seu SGQ conforme ou não, só irá analisar o funcionamento dos seus processos e a qualidade com que eles são executados.

As informações que você, como auditor interno, obtiver irão auxiliar a tomada de decisão a respeito do futuro do SGQ. Nós vivemos falando de fatos e dados, e é aqui que a auditoria vai atuar, provendo informações que não só demonstrarão conformidade, mas auxiliarão a melhorar a Qualidade dos seus processos.

Intervalos planejados

Para que essas auditorias surtam efeito de verdade, é preciso que haja uma certa rotina de avaliações. A norma não impõe uma periodicidade especifica, pois cada processo e empresa tem suas particularidades.

Você é quem deve determinar os intervalos entre uma e outra auditoria interna, levando em conta a natureza do processo, o ramo de atuação da empresa, a cultura, a política e, principalmente, o contexto da sua organização.

Se sua empresa já tem um sistema de Gestão da Qualidade sólido, experiente e bem implementado, talvez não seja necessário realizar uma auditoria interna por ano. Do contrário, em um sistema de gestão “recém inaugurado”, talvez o maior acompanhamento possa não só facilitar a implantação como também trazer maiores resultados.

Sabe aquela sensação de que “a casa está arrumada”? É mais ou menos isso, entretanto você deve se basear em indicadores para saber se, de fato, as coisas estão em ordem. Os índices de defeito aumentaram? O retrabalho aumentou? Pilhas de refugo estão se acumulando nos cantos da fábrica?

1) os requisitos da própria organização para o seu sistema de gestão da qualidade;

É aqui que muitas empresas pecam. Geralmente, as auditorias internas são vistas como uma preparação para a auditoria de certificação (ou recertificação) da ISO 9001:2015! Aquilo que a própria organização determina é simplesmente deixado de lado. É isso que, para mim, muitas vezes passa desapercebido nas auditorias internas.

A auditoria tem de servir para promover melhoria na organização inteira, não só no que diz respeito a norma. A ISO 9001:2015 tem tomado ações no sentido de, cada vez mais, promover a autonomia das organizações, assim, existem vários aspectos que são inerentes a sua empresa e que precisam ser auditados.

2) os requisitos desta Norma;

A auditoria interna também é uma chance de antecipar possíveis não conformidades na hora da auditoria externa, antecipar erros e melhorar a qualidade dos processos sem a necessidade de um organismo externo exigir isso.

Nós só não podemos cair na armadilha de direcionar a auditoria interna somente a busca de requisitos não cumpridos. Precisamos nos certificar para buscar excelência, e não sermos excelentes em buscar certificações. Não adianta nada termos toda a “documentação necessária” para auditoria, fazermos os colaboradores decorarem um discurso pronto, ficar um mês “arrumando a empresa” e, mesmo assim, não ter um SGQ funcionando de verdade.

b) está implementado e mantido eficazmente.

A auditoria interna tem de ir a fundo na organização. Analisar as reclamações de clientes e entender como isso está relacionado à falta de qualidade em um processo. Verificar se os colaboradores estão cientes da política da qualidade e como isso afeta (positiva ou negativamente) a rotina de trabalho. Saber se os planos de ação propostos estão em andamento e se estão surtindo efeitos.

É preciso entender que um SGQ eficaz promove mudanças na organização. Se sua organização não evolui, seu sistema de gestão não serve para nada. Podemos inclusive voltar aos indicadores: se os defeitos aumentaram, o retrabalho aumentou, se o desperdício aumentou, é muito difícil de acreditar que há realmente um sistema de Gestão da Qualidade eficaz funcionando na empresa.

Por que eu devo realizar auditorias internas na minha empresa?

Se bem conduzidas, as auditorias internas têm mais chances de analisar os processos que as próprias auditorias de 3ª parte(auditorias externas). Isso acontece pois elas podem ser realizadas por indivíduos mais próximos da organização: os próprios colaboradores.

Além disso, também são uma forma de acompanhar os planos de ação, as tratativas de não conformidade e, por si só, a evolução do Sistema de Gestão a Qualidade. Com isso, é possível acompanhar o SGQ, compreendendo suas mudanças e adequando-o de acordo com os objetivos que se quer alcançar.

As auditorias (sejam elas internas ou externas) são uma ferramenta importante para promover a melhoria continua. Com elas é possível fazer uma avaliação geral da empresa, olhando de dentro dos processos para os pontos que precisam de ajustes

ABNT NBR ISO 19011:2018 – AUDITORIA INTERNA ISO TERCEIRIZADA

Com base na ABNT NBR ISO 19011:2018 

Nova ISO 19011 é publicada – ISO 19011:2018

A nova versão da ISO 19011 – Diretrizes para Auditoria de Sistemas de Gestão – acaba de ser publicada (julho/18). Esta terceira edição ( ISO 19011/2018 ) cancela e substitui a segunda edição (ISO 19011: 2011). A norma foi tecnicamente revisada e desenvolvida pelo comitê de projetos ISO / PC 302, Diretrizes para sistemas de gerenciamento de auditoria.

ISO 19011:2018 oferece uma abordagem uniforme e harmonizada, permitindo a auditoria eficaz em vários sistemas ao mesmo tempo. Considerando que a maioria das organizações possui vários sistemas de gestão, ela promete tornar a auditoria uma tarefa mais fácil.

Principais mudanças

As principais diferenças em relação à segunda edição são as seguintes:

  • Adição da abordagem baseada em risco aos princípios de auditoria;
  • Expansão das orientações sobre a gestão de um programa de auditoria, incluindo o risco do programa de auditoria;
  • Ampliação das orientações sobre a condução de uma auditoria, particularmente a seção sobre planejamento de auditoria;
  • Expansão dos requisitos de competência genérica para auditores;
  • Ajuste de terminologia para refletir o processo e não o objeto (“coisa”);
  • Remoção do anexo contendo requisitos de competência para auditar disciplinas específicas do sistema de gestão. Devido ao grande número de padrões de sistemas de gestão individuais, não seria prático incluir requisitos de competência para todas as disciplinas;
  • Expansão do Anexo A para fornecer orientação sobre novos conceitos de auditoria, como contexto organizacional, liderança e comprometimento, auditorias virtuais, conformidade e cadeia de suprimentos.

ISO 19011:2018

A norma fornece orientação para:

  • Todos os tamanhos e tipos de organizações,
  • Auditorias de escopos e escalas variadas,
  • Conduzidas por grandes equipes ou auditores únicos,
  • Em organizações grandes ou pequenas.

Os resultados da auditoria podem fornecer dados para o aspecto de análise do planejamento de negócios e podem contribuir para a identificação de necessidades e atividades de melhoria.

Uma auditoria pode ser realizada em relação a vários critérios de auditoria, separadamente ou em combinação, incluindo, mas não limitados a:

  • Requisitos definidos em um ou mais padrões do sistema de gestão;
  • Políticas e requisitos especificados pelas partes interessadas relevantes;
  • Requisitos estatutários e regulamentares;
  • Um ou mais processos do sistema de gestão definidos pela organização ou outras partes;
  • Plano (s) do sistema de gestão relacionado (s) à disponibilização de resultados específicos de um sistema de gestão (por exemplo, plano de qualidade, plano de projeto).

ISO 19011:2018 segundo a ISO

A fim de obter um melhor desempenho, economizar dinheiro e desenvolver uma vantagem competitiva, a auditoria regular do sistema de gestão precisa ser realizada..

“Outras mudanças importantes na versão de 2018 incluem o acréscimo de uma abordagem baseada em risco aos princípios de auditoria para refletir o maior foco no risco, tanto nos padrões de gestão quanto no mercado”, disse ela.

“Há dicas sobre a auditoria de riscos e oportunidades, bem como informações sobre como aplicar o pensamento baseado em risco ao processo de auditoria. Além disso, a orientação foi ampliada em várias áreas, como a gestão de um programa de auditoria e a realização de uma auditoria”, completa.

 

Auditoria Interna: o caminho certo para a certificação


Entenda o que significa a auditoria interna e o que este importante processo representa na vida diária das empresas

consultoria interna

 

A certificação nas normas da ISO é o que garante a muitas empresas legitimidade e credibilidade para atuar no mercado com segurança. No entanto, para toda e qualquer organização que aspira alcançar o selo, é necessário executar a auditoria interna como um método de avaliação da eficiência da empresa no cumprimento dos requisitos referentes à norma que se almeja. É pela auditoria internaque a empresa descobre se está apta para passar pelos processos de auditoria externa de uma certificadora.

Para definir e esclarecer os padrões que devem ser aplicados às auditorias, é que existe a ISO 19001. Elaborada pelo Comitê de Qualidade (ABNT/CB-25), a versão brasileira a norma, a NBR ISO 19001 é bem flexível quanto as diretrizes de auditoria, podendo variar de acordo com o tipo de organização, tamanho e complexidade de processos.

A norma traz princípios de auditoria, que auxiliam na compreensão da natureza essencial de uma auditoria. Como por exemplo, o gerenciamento de um programa de auditoria, que fornecem orientação para gestão de um programa de auditório. Considera-se responsabilidade, objetivos, coordenação de atividades e disponibilização de recursos, além das atividades de auditorias, que englobam as orientações sobre a realização de auditorias.

NBR ISO 19001 inclui também a seleção da equipe auditora, a competência e avaliação de auditores com orientação sobre a competência necessária a um auditor.

 

O que é auditoria Interna?

 auditoria interna

 

Em linhas gerais, a auditoria interna é uma atividade destinada a observar, indagar, questionar, checar e propor alterações e procedimentos. Trata-se de um controle administrativo, cuja função é avaliar a eficiência e eficácia de outros controles. Ela antecede o processo de auditoria externa que representa a avaliação de um órgão certificador para comprovar se a empresa cumpre com os requisitos da norma e, portanto, está apta para receber a certificação.

 

Confira alguns dos objetivos da auditoria interna do sistema de gestão:

 

Garantir/consolidar a implementação do sistema: a partir da auditoria interna que se confirma que os requisitos relacionadas a implementação estão sendo efetivamente executados. Ela que garante a implementação do sistema e consequentemente a aproximação na obtenção do selo de qualidade.

Fornecer elementos para o gerenciamento da empresa: para auxiliar o processo de análise crítica pela administração, várias informações são transmitidas durante a auditoria interna da empresa.

Gerar confiabilidade ao cliente: Submeter-se a processos de audição significa melhorar e aperfeiçoar os processos da organização. A divulgação da auditoria interna tanto internamente quanto externamente proporciona confiança e segurança tanto a clientes quanto colaboradores.

Garantir qualidade: o aprimoramento dos processos gera crescimento e aperfeiçoamento como um todo da organização. Contribui, portanto, para a qualidade da gestão, em distintos âmbitos do empreendimento. Verificar se os “requisitos” estabelecidos estão sendo aplicados cooperam de forma geral para a melhoria do sistema de gestão.

Contribuir para a imagem da organização: com o controle ambiental e de segurança/saúde ocupacional demonstram que a corporação está atenta a valores e princípios relacionados tanto a natureza quanto ao estado dos colaboradores. Ações como essas favorecem a imagem positiva junto às partes interessadas.

Facilitar a comunicação: a auditoria interna possibilita o aprimoramento da comunicação entre várias partes da empresa.

Identificar problemas operacionais: com a identificação de erros nos processos é possível prevenir acidentes e evitar gastos financeiros desnecessários, além de melhorar a produtividade das atividades.

Apontar oportunidade de melhorias:   com a avaliação do sistema de maneira geral, amplia-se a visão do funcionamento da organização e identifica-se oportunidades de crescimento e melhoria na empresa. Além de realimentar o sistema através de ações corretivas e preventivas.

 

Ressaltamos alguns pontos relevantes que devem ser observados antes da realização da auditoria interna, como:

– O tipo da auditoria a ser realizada;

– O escopo da auditoria;

–  A qualificação dos auditores;

– O planejamento da auditoria;

– Como será a divulgação dos resultados da auditoria;

Após planejar a auditoria de acordo com os itens mencionados acima, aconselhamos que a equipe responsável por realizar esse procedimento tenha autonomia e independência no exercício das suas funções.

Referimo-nos a autonomia e liberdade no âmbito que a auditoria interna possa se reportar com a direção, de modo a poder realmente evadir-se das ingerências e pressões, bem como manter a liberdade de agir sobre todas as áreas da organização, sem restrições.

Ressaltamos ainda que é aconselhável que uma empresa profissional da área possa auxiliar sua empresa no cumprimento dessa etapa. Tendo em vista, a experiência e eficácia de uma consultoria na implementação correta dos itens da norma.  A Consultoria ISO conta com consultores experientes em audição interna que podem auxiliar você neste processo. Clique aqui Gerar botão sobre o assunto e entenda mais sobre o assunto.

 

Para obter sucesso na auditoria interna, é necessário:

 

auditoria interna

 

Informação clara e objetiva: A equipe precisa estar a par de tudo – para que os auditores tenham condições de cumprir de maneira satisfatória a auditoria e poder – não é obrigatório, mas acontece – assessorar os gestores para o cumprimento das metas definidas pela alta administração.

Colocar no papel as etapas do trabalho – Com as informações sobre o planejamento estratégico, os auditores internos precisam planejar suas atividades. Por exemplo: examinar os registros, verificar se as diretrizes traçadas pela direção estão sendo cumpridas, avaliar a aplicação e utilização dos recursos gastos.

Semelhança nas metodologias, diferença nas funções – Apesar de utilizarem as mesmas técnicas de auditoria dos auditores externos, os auditores internos se distinguem por alguns aspectos básicos. Para começar eles podem ser funcionários da empresa ou terceirizados e sua atuação é sistemática.

Qual a melhor opção: recrutar “pratas” da casa ou trazer gente de fora?

A atividade de auditoria interna não é somente a de verificar o que está certo ou errado num determinado processo. É muito mais abrangente. A formação é um dos pontos críticos – Fora a competência profissional, o lado comportamental é também de suma importância. O auditor interno lida com assuntos estratégicos e por isso precisa ter uma conduta pautada pela discrição, integridade moral, imparcialidade nas decisões e recomendações. E mais: precisa ter facilidade de relacionamento e comunicação

Terceirizar auditorias 

Possibilita a redução dos custos em no mínimo 30% com os treinamentos, requalificação da sua equipe de auditores internos e tempo de seus funcionários.
Elimina os conflitos internos entre auditados e auditores, conseguindo melhorar a qualidade dos resultados.

Auditoria interna ISO CONSULTORIA ISO EIRELI O MELHOR CUSTO BENEFÍCIO!


Tags:


Tags:
Auditoria interna ISO | Auditoria Qualidade | Auditoria ISO | Auditoria Interna
Orçamento Online