Consultoria Inventário de carbono (GHG protocol) Brasil | Consultoria Inventário de carbono (GHG protocol)

Consultoria Inventário de carbono (GHG protocol) Brasil | Consultoria Inventário de carbono (GHG protocol)

Consultoria Inventário de carbono (GHG protocol) Brasil, Consultoria Inventário de carbono (GHG protocol) em Brasil, Consultoria protocol ghg auditoria ghg protocol, ghg protocol brasileiro, consultoria qualidade ghg.

Consultoria Inventário de carbono (GHG protocol)

GHG Protocol

O Programa Brasileiro GHG Protocol tem como objetivo estimular a cultura corporativa para a elaboração e publicação de inventários de emissões de gases do efeito estufa (GEE), proporcionando aos participantes acesso a instrumentos e padrões de qualidade internacional.
GHG Protocol | Programa Brasileiro | Histórico | Registro Público de Emissões

GHG Protocol

O GHG Protocol é uma ferramenta utilizada para entender, quantificar e gerenciar emissões de GEE que foi originalmente desenvolvida nos Estados Unidos, em 1998, pelo World Resources Institute (WRI) e é hoje a metodologia mais usada mundialmente pelas empresas e governos para a realização de inventários de GEE. É também compatível com a norma ISO 14.064 e com as metodologias de quantificação do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC).

Dentre as características dessa ferramenta destacam-se o fato dela oferecer uma estrutura para contabilização de GEE, seu caráter modular e flexível, a neutralidade em termos de políticas ou programas e ainda o fato de ser baseada em um amplo processo de consulta pública.

Programa Brasileiro

Em 2008, a metodologia foi adaptada ao contexto nacional pelo GVces e pelo WRI em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, com o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), com o World Business Council for Sustainable Development (WBSCD) e 27 Empresas Fundadoras.

A aplicação da metodologia do GHG Protocol no Brasil acontece de forma adaptada ao contexto nacional. O Programa Brasileiro organiza grupos de trabalho, junto às empresas participantes, para o aperfeiçoamento da metodologia e desenvolvimento de novas ferramentas para a contabilização de emissões de GEE de acordo com a realidade brasileira.

Apesar dos grupos de trabalho, oficinas para elaboração dos inventários de GEE e suporte técnico serem oferecidos apenas para as empresas participantes do Programa Brasileiro GHG Protocol, a metodologia e suas atualizações estão disponíveis nas publicações e no website para uso de qualquer organização que tenha interesse.

Além disso, as informações geradas nos inventários de GEE podem ser aplicadas nos relatórios e questionários de iniciativas como Carbon Disclosure Project (CDP), Índice Bovespa de Sustentabilidade Empresarial (ISE) e Global Reporting Initiative (GRI).

Por que as empresas participam?

O Programa Brasileiro é destaque entre os Programas GHG no mundo. Segundo Pankaj Bhatia, diretor do GHG Protocol Initiative, “O Brasil se destaca pela crescente adesão ao GHG Protocol, pelas iniciativas pioneiras e pela qualidade dos relatórios. Você não vê isso na China, nem na Índia, nem no México” declarou Bhatia durante o Evento Anual do Programa em Agosto de 2011.

Uma das iniciativas de destaque do Programa Brasileiro e considerada pioneira em todo o mundo foi a criação do Registro Público de Emissões e da área pública para consulta dos inventários das empresas e de estatísticas por setor.

Durante o ano de 2007, o WRI e o GVces submeteram um projeto ao Governo Britânico, com o objetivo de instalar o Programa GHG Protocol no Brasil. A idéia era estabelecer uma cultura de inventários corporativos no país, por meio da transferência gratuita da metodologia e do know-how para o cálculo de emissões.

O lançamento oficial do Programa Brasileiro GHG Protocol aconteceu no dia 12 de maio de 2008, em Brasília. Nos dias 13 e 14 foi realizado um workshop com as 27 empresas pioneiras que aderiram ao programa – chamadas de membros fundadores. Essas empresas ajudaram a definir, por exemplo, o formato dos treinamentos, o plano de trabalho e adaptações de ferramentas à realidade brasileira.

Em agosto daquele ano, foi realizado um workshop em que as instituições participantes apresentaram o que já tinham produzido em termos de inventários de efeito estufa e receberam orientações de como complementar as informações para adequar o material ao GHG Corporate Standard. No primeiro semestre de 2009, houve o engajamento de novas empresas, tendo como objetivo a apresentação dos primeiros inventários brasileiros em 2010.

Em junho de 2010 aconteceu o Evento Anual do Programa Brasileiro GHG Protocol, onde foram divulgados 35 novos inventários corporativos de GEE e lançado o primeiro Registro Público de Emissões no Brasil.

No ano de 2011, o número de inventários de GEE publicados e reconhecidos no Evento Anual do Programa subiu para 77. Ainda neste evento, foi lançada a área pública do Registro Público de Emissões de Gases de Efeito Estufa e a publicação das Especificações de Verificação.

Registro Público de Emissões de Gases de Efeito Estufa

É uma plataforma online pioneira no Brasil, que auxilia as organizações na produção e divulgação de seus inventários de emissões de GEE. Seu objetivo é aumentar a transparência na divulgação dos dados, estabelecer benchmarks setoriais e sensibilizar o público para a questão das mudanças climáticas.


Tags:
Orçamento Online